Viva. As Cidades

Baba Salim

Se Maomé não vai até a Curitiba, Curitiba vai até Maomé - Parte 3

Não é preciso ir pra lá de Marraquexe para encontrar o Baba Salim, e ao encontrá-lo, cuidado para não ficar pra lá de Bagdá! Esse bar/restaurante libanês (a unidade mais antiga) se encontra na Rua Amintas de Barros, na rua lateral do Teatro Guaíra (tema clássico para um futuro post). Fica a 8 minutos a pé do Memorial Árabe e a 15 minutos da Mesquita de Curitiba.

Ok, a fachada não é das mais bonitas, concordo. Mas como minha mãe dizia: O que importa é a beleza interior! (Fotos: Rafael Belli Soares)

Desde 1998 o local é administrado pelo casal libanês Nazha Chiah e Jamal (que muitos chamam de Baba – fica a seu critério!). No início era mais um restaurante, aberto de dia, servindo principalmente pratos executivos. Era ainda mais simples que atualmente – para se ter ideia, o banheiro ficava do lado de fora do bar: era torcer para não chover na hora do aperto! No início dos anos 2000, sexta-feira era dia de dança do ventre, evento que atraía muita gente e fazia o bar bombar; era dança pra lá, narguilé pra cá, não necessariamente nesta ordem. Somente no final de 2005 que fizeram uma reforma e colocaram os banheirosss (sim, dois, masculino e feminino, muito chique!) pra dentro. Com o tempo foram se adaptando e hoje em dia abre de segunda a sábado, das 18h às 00:30h.  Hoje já consta em sua prateleira o prêmio de 3º colocado em 2015, 4º colocado em 2016 e campeão em 2017 do melhor Comida di Buteco (2018 digamos que brigou no grupo para entrar na libertadores – mas nada que tire a qualidade do bar)!

Apresentações nos anos 2000 de dança do ventre nas sextas-feiras. (Foto retirada do site https://tutanogastronomia.com.br/colunas/baba-salim-por-andre-bezerra/)

O local conta com um cardápio delicioso que vale muito a pena conferir: esfirras, quibe, falafel, kebab… Tudo feito no capricho. Tem até pizza libanesa do Baba, que tem um formato um pouquinho diferente, massa de esfirra (receita de família) e borda com gergelim – um sucesso! Claro, pra acompanhar, aquela cerveja de garrafa geladinha! Quem quiser esquentar um pouco a garganta, pode pedir Arak, que tem lá também!

Esquerda: Esfirras deliciosas! / Direita: Shawarma delicioso! (Fotos: Rafael Belli Soares e Luiza Nascimento Mendonça)

São 4 sabores de pizza – Mussarela, bolonhesa, calabresa e frango com catupiri. Na foto meia bolonhesa, meia frango e catupiri. Muito boa! (Foto: Rafael Belli Soares)

A decoração do Baba Salim é simples e o espaço pequeno, mas acolhedor; pra comer, beber e papear bem à vontade! O atendimento também é muito bom, com muita simpatia (conversam, sorriem pros clientes… Logo se vê que não são curitibanos!). Pelo tamanho do bar, vocês já imaginam a dica, né? Conseguir mesa nem sempre é uma tarefa fácil. Dica é: paciência! “Pida” uma bebida, se encoste no balcão ou tome na calçada, faz parte da experiência.

Bar sempre cheio. (Foto retirada do Facebook do Baba Salim: https://www.facebook.com/Baba-Salim-109725869112470/)

Se quiser saber mais detalhes do lugar, clique aqui. Pra finalizar com tudo e pra entrar no clima, deixo aqui o vídeo para relembrar os passinhos desta música clássica e quem sabe estimular você a dançar com os amigos lá no bar! – Eu sei que Egito e Líbano não é a mesma coisa, mas pra mil km de distância mais ou menos, vale a analogia – Aaaaaaaaaali Babaaaá!

*Fiquem tranquilos que vocês não irão escutar esta música por lá! 😉

Você pode também gostar

Deixe seu comentário

2 Comentários

  • […] se esqueçam que a Parte 3 será de abrir o apetite! Depois de tanta informação, fico por aqui deixando mais um vídeo pra […]

  • […] Estes próximos 3 posts são a respeito das construções árabes mais marcantes da cidade: as que vocês turistas não podem deixar de conhecer; que os residentes batem no peito com orgulho ao mostrar essa diversidade cultural, de arquitetura peculiar! De gastronomia única! Vamos falar dos… Habib’s! São várias unidades espalhadas pela cidade que… Brincadeira! Dedicamos esses espaços para falar das duas principais referências arquitetônicas árabes de Curitiba, que entram tranquilamente na rota turística da capital, não somente por estarem perto de vários outros pontos turísticos, mas por serem realmente interessantes. De quebra, indicaremos pra vocês um boteco super clássico, que provavelmente apenas os moradores da cidade frequentam. Vamos falar do Memorial Árabe, da Mesquita de Curitiba (Mesquita Imam Ali ibn Abi Talib) e do bar Baba Salim. […]

  • © 2019 VivacidadesDesenvolvido com por