Viva. As Cidades

Casarões de Curitiba – Parte 2

A caminhada continua

Sem muita enrolação, continuamos com o papo sobre os casarões de Curitiba.

PALÁCIO RIO BRANCO

Esta é a lindíssima sede da Câmara dos Vereadores de Curitiba. Um edifício com arquitetura eclética e traços neoclássicos que também já foi o Palácio do Congresso, foi de muita importância para a cidade. Não há registros de quando a obra foi inaugurada, mas acredita-se que foi em 1896. Do outro lado da praça vocês encontrarão o Museu Ferroviário, dentro do Shopping Estação.

(Foto: Rafael Belli Soares)

CASARÃO ROSA – VISCONDE DE NÁCAR COM EMILIANO PERNETA

Este casarão de arquitetura eclética (mais uma) não possui um nome específico, porém no início deste ano (2018) a restauração foi concluída e agora seduz os olhares de quem passa pelo centro de Curitiba – isto porque o nome oficial da cor é Vermelho Sedução!! Brincadeiras à parte, é justo parar alguns minutinhos para admirar a nova velha caçulinha da cidade.

(Foto: Rafael Belli Soares)

CASA GLASER 

Difícil não fazer propaganda do local, já que o tradicional casarão é conhecido pelo nome próprio da loja. Mas não é à toa; a família Glaser, que já está na sua 4ª geração, comemora os mais de 130 anos de existência da empresa, consagrando-se o comércio mais antigo do Paraná! Em 1914, o fundador da empresa demoliu a antiga casa para a construção desta que vocês veem na foto.

(Foto: Rafael Belli Soares)

A Galeria Glaser é um dos vários casarões que ficam na Rua Comendador Araújo. Subindo a rua na direção dos carros, veremos outras lindas obras arquitetônicas da história de Curitiba, todas unidades de interesse de preservação:

Comendador Araújo, 598. (Foto: Rafael Belli Soares)

Comendador Araújo, 568. Nela hoje funciona um Salão Marly, que é um viral pela cidade! (Foto: Rafael Belli Soares)

Comendador Araújo, 692. As grades funcionam de apoio pro vendedor de guarda-chuvas da rua! (Foto: Rafael Belli Soares)

Comendador Araújo, altura do Shopping Crystal Plaza. (Foto: Rafael Belli Soares)

Comendador Araújo, esquina com Coronel Dulcídio. (Foto: Rafael Belli Soares)

PALACETE ASCÂNIO MIRÓ

Resolvi dar uma atenção a esta obra – que também se encontra na rua Comendador Araújo – porque este casarão, infelizmente, é reflexo do descaso do nosso patrimônio público. Ele se encontra sem uso, rodeado de tapumes; cupins e traças são seus habitantes e hoje ele só está “vivo” porque é um edifício tombado. Espero que não tenha o mesmo desfecho do Belvedere no Centro Histórico, que infelizmente pegou fogo. Tomara que nossas autoridades olhem para ele com carinho.
Quero um dia poder alterar este texto e deixar somente a parte que vem agora.

Esta sofisticada obra de 1897, projetada pelo engenheiro e ex-prefeito de Curitiba Cândido Ferreira de Abreu, possui um mar de detalhes lindíssimos em sua fachada e em seu interior – e tem gente que fala que engenheiro só faz obra quadradinha (lembrem-se: sou arquiteto!). Ela também foi construída para mais uma família de ervateiros, os Miró.

(Foto: Rafael Belli Soares)

(Foto: Rafael Belli Soares)

Palacete em 1906 (Foto retirada do grupo “Antigamente em Curitiba” do Facebook)

Palacete em 1920 (Foto retirada do grupo “Antigamente em Curitiba” do Facebook)

Palacete em 1970 (Foto retirada do grupo “Antigamente em Curitiba” do Facebook)

Palacete em 2000 (Foto retirada do grupo “Antigamente em Curitiba” do Facebook)

SIMÕES DE ASSIS GALERIA DE ARTE

Bom, o nome já diz tudo, é uma galeria de arte (ah, vá?! sério?). Fica no Bairro Batel, em frente ao shopping que leva o mesmo nome. Fundada em 1984, a galeria vai mais pra arte moderna e contemporânea e também atua em projetos com parcerias de museus.
Aproveitando o gancho, bem próximo se encontra o Lucca Cafés Especiais e Pães Artesanais, que te servirá um pão delicioso e um café de qualidade para te deixar alimentado e antenado para as obras ou te fazer caminhar até o próximo casarão!

(Foto: Rafael Belli Soares)

Ainda tem muito pra falar destas lindas obras arquitetônicas. Na parte 3 concluirei este tema! Caso você tenha caído de paraquedas aqui, tem muito mais na parte 1!

Você pode também gostar

Deixe seu comentário

1 Comentário

  • […] lembrar que o prefeito Cândido era também engenheiro – já falei de outro projeto dele, o Palacete Ascânio Miró, o que me faz pensar que ele deveria ser arquiteto e deixar o status dessas construções para a […]

  • © 2019 VivacidadesDesenvolvido com por