Viva. As Cidades

"5" Post(s) encontrado(s) na categoria: Sonorocidades

Os principais festivais de verão de Barcelona

Pra aproveitar o finalzinho da estação e já se planejar pra seguinte

Já comentamos aqui no blog o quanto Barcelona é rica em eventos. No verão não é diferente, pois, seja da parte dos turistas, seja dos moradores, público não falta. Sobre turismo não preciso discorrer muito: em 2018 foram contabilizadas 4,6 milhões de pessoas hospedadas na cidade entre junho e agosto! Já quanto aos moradores, ainda que o costume seja fugirem pra praia (“praia-praia”, tipo Costa Brava, e não “praia-cidade”!), é certo que não ficam fora por tanto tempo – normalmente vão em agosto, quando inclusive a maior parte dos festivais já passou. Falamos também no blog que, de maneira geral, os eventos em Barcelona são os mesmos – mesmo nome, diferentes atrações. Vale também para os grandes festivais que vamos listar. Isso significa que, pra quem não quiser pagar o dobro, triplo, o céu é o limite em ingresso, é bom fazer planejamento. E quando digo planejamento, digo em compra antecipada mesmo: […]

Continue lendo

Um dia em Antonina-PR – Parte 3

História, arquitetura, gastronomia e natureza a 80km de Curitiba

Já falamos do trajeto pela Estrada da Graciosa até Antonina na parte 1 e já falamos um pouco da história da cidade e do que vimos nela na parte 2. Agora está na hora de falar de comida e de como fazer a digestão! Confesso que meu espírito gordinho está indo à loucura lembrando da casquinha de siri que comemos lá! Mas antes vou falar um pouquinho do local que escolhemos pra comer. Restaurante Caçarola do Joca Este restaurante de quase 40 anos de história não conta mais com o comando do Joca (Joaquim Carlos Alcobas), que faleceu em junho de 2008 – hoje quem toma conta são suas filhas, Jamylle e Ramsa Alcobas. Pelos relatos, o Joca era O Cara! Em 1981, o paulistano recém-chegado a Antonina comprou o antigo casarão de uma imigrante belga e não demorou para se espalhar a boa fama da sua

Continue lendo

Parabéns, Curitiba!

326 aninhos de vida

De acordo com as minhas estatísticas, são 218 anos com céu nublado, 93 de chuva, 9 de sol, 6 de sol e chuva no mesmo dia, dois dias de neve e um dia de sol sem nuvens. Nenhuma super lua, nenhum eclipse solar, nenhum eclipse lunar, nenhum cometa… Nada disso em terras curitibanas devido a suas caprichosas nuvens. Por que estou começando o post falando isso? Porque eu, que sou de Brasília e que já passei mais de 20 anos aqui, eu que odeio frio e chuva e céu cinzento, aprendi a gostar da cidade apesar desse tempo lazarento (pra definir usando uma expressão bem daqui)! Brincadeiras e exageros à parte, preciso admitir que Curitiba é muito mais que isso; é uma cidade de tirar o chapéu! E este mês de março ela está de parabéns; por isso o post, em comemoração ao aniversário – não esperem ver críticas negativas neste espaço. […]

Continue lendo

Turistando por Curitiba – dobradinha Ópera de Arame + Pargue Tanguá

Parte I

Morador dificilmente faz turismo na própria cidade, o que é um desperdício quando se trata de Curitiba, que tem tantos lugares e construções interessantes. Num fim de semana desses de dezembro, numa das nossas expedições para fotografar as atrações natalinas locais (rendeu uma ótima série de posts no blog), acabamos desfrutando de um agradável dia de domingo, em que nos surpreendemos em perceber como nessa cidade uma coisa pode levar a outra a ponto de que, num curto período de tempo e numa curta distância, se possa visitar tantas atrações diferentes. Nosso passeio não começou exatamente pelo natal, mas pela barriga: tínhamos fome e optamos por almoçar no recém-repaginado Ópera Arte, que fica na emblemática Ópera de Arame. Sobre o restaurante eu já dou mais detalhes; antes quero falar um pouco sobre a

Continue lendo

A Barbara Boeing e a Alter Disco

o som eclético e refinado que vem se destacando na cenário local e internacional da música eletrônica

A Barbara Benghi Boeing é outra amiga nossa de infância que não podíamos deixar de citar por aqui. O talento dela para a música sempre foi notável: o que seriam dos nossos churrascos de adolescência sem ela e o violão, já desde aquela época com músicas mixadas?! Mas ficou evidente quando começamos a vê-la tocar nas festas da Alter Disco e vimos que a parada era séria mesmo quando nos demos conta de que nos dias de hoje é raro tê-la em terras curitibanas nos fins de semana – cada sábado tocando num lugar diferente; quando não do Brasil, do mundo mesmo. Ba, sabemos que você é engenheira civil e que trabalha diariamente com isso. Mas sobre a sua relação com a música, quando ela começou? A minha relação com música é antiga, eu sou viciada em ouvir sons de todos os gêneros e o tempo todo, em casa, no […]

Continue lendo
© 2019 VivacidadesDesenvolvido com por