Viva. As Cidades

Fim de semana em Campinas

Turistando com moradores numa cidade não turística - Parte 1

Em dezembro (OK, post atrasado; férias né?!), depois de algumas tentativas de conciliar as agendas, finalmente estivemos em Campinas para um encontro de primos. Não tínhamos pesquisado nada sobre o que fazer pela cidade, até porque o objetivo era estar em família, mas os anfitrioníssimos Jorge e o Beto nos levaram pra um belo rolê e pudemos perceber que coisa pra fazer por lá não falta!

A única recomendação que tínhamos para o sábado de manhã era usar calça (?!). Saímos de casa por volta das 10:30h e chegamos a uma magnífica construção cor-de-rosa que ocupa uma quadra inteira – mentira, o conjunto deve ocupar umas 8 quadras!.. Ou umas 20!! Olha, não sei dizer, mas é bem grande!

Escola Preparatória de Cadetes do Exército (Foto: Rafael Belli Soares)

A razão do uso de calça é que assim se exige no site a Escola Preparatória de Cadetes do Exército, onde estávamos. A EsPCEx funciona como se fosse um primeiro ano do ensino superior, mas para aqueles que querem seguir carreira militar e ingressar na AMAN (Academia Militar das Agulhas Negras, que fica em Resende-RJ). Não é preciso pagar nada para visitá-la, o que pode ser feito das 09h às 17:30h todos os dias, com direito a guia! Quem nos conduziu pelos verdes e bem cuidados jardins, pelos corredores adornados com armas e condecorações e até mesmo pelas instalações particulares dos internos (abriu exceção naquele dia) foi a Francielli, de apenas 21 anos, aluna da segunda turma de mulheres. Ela nos contou várias curiosidades sobre a construção, sobre a carreira no exército, sobre o dia-a-dia na Escola (e os poucos dias fora dela), sobre seus planos para o futuro… Eu mesma não tinha ideia da maioria das coisas que ouvi; foi um passeio bem interessante.

Curiosidade: a Francielli nos contou que essas paredes rosas ficam tão rosas e limpas porque todos os anos os recém-recrutados do serviço militar refazem a pintura! (Foto: Rafael Belli Soares)

E esse flamboyant maravilhoso?!! (Foto: Luiza Nascimento Mendonça)

Nesse gramadão acontecem cerimônias fantásticas com marchas, como formaturas e juramento à bandeira, como vocês veem nesse vídeo aqui:

Mais umas fotinhos:

E essa foto artística! Claro que é do Rafael Belli Soares!

(Fotos: Rafael Belli Soares)

(Fotos: Rafael Belli Soares)

 Só teve um ponto de visita que me decepcionou: não ver de perto o lustre do salão nobre do prédio. Difícil cruzar o portão da Escola e não direcionar o olhar para o janelão do segundo andar da fachada principal; mesmo de dia o ambiente interno estava iluminado pelo imponente lustre de 600kg composto por 1,2 mil cristais que pertencia ao demolido Teatro Municipal de Campinas e foi doado pela Prefeitura de Campinas. A Francielli nos disse que nem mesmo os alunos têm acesso ao salão nobre – àquele andar todo – e que ela mesma só viu o lustre duas vezes. Não entendo por que manter um objeto tão bonito longe da vista da população…

Fica um vídeo do Youtube para matar a curiosidade:

Saindo da EsPCEx, passamos pelo Bairro Taquaral e entramos no Parque Portugal pra dar uma voltinha e tomar um suco. O parque tem uma lagoa bem fotogênica que é contornada por uma pista de aprox. 5km para os mais animadinhos correrem (não é o nosso caso); na lagoa também tem pedalinho, peixes, aves aquáticas. Aliás, ave é o que não falta no lugar: até com galinha da angola cruzamos! 

A lagoa e as galinhas de angola (Fotos: Rafael Belli Soares)

Um dos destaques do parque é a réplica da Caravela Anunciação, a nau que trouxe Pedro Álvares Cabral ao Brasil. Ela tem 29,65 m de comprimento e 8,64 de altura, mais 6 velas de tecido com a cruz da Ordem de Cristo ao centro – a criançada pira!! Estas infos eu tirei deste site oficial, onde também pude verificar que o parque tem várias outras atrações, tipo: ginásio de esportes; pitas de skate e de patinação; áreas de piquenique; pista de aeromodelismo; biblioteca; kartódromo… Vai longe – literalmente, pois são 33 alqueires de área!

A caravela e a vista da lagoa (Fotos: Rafael Belli Soares)

Adendo: os nossos sucos foram trocados por chás naturais, bem gelados, uma delícia, no quiosque/container Padoca do Vila. Eles servem também vários lanches saudáveis e bem elaborados, que só não provamos pra não queimar a largada do almoço. Tudo tinha uma cara ótima!

Ainda fizemos muita coisa durante o dia, mas como já me prolonguei demais neste post, fica para o próximo, que vocês acessam aqui!

 

Você pode também gostar

Deixe seu comentário

1 Comentário

  • […] em frente com as andanças por Campinas, depois de ir à EsPCEx e ao Parque Taquaral (Parque Portugal) tomamos o caminho do restaurante eleito pro almoço e nele ainda fizemos mais um pequeno pit stop, […]

  • © 2019 VivacidadesDesenvolvido com por