Viva. As Cidades

"3" Post(s) arquivados na Tag: mochilão

Onde se hospedar?

Os tipos de hospedagem no Caminho de Santiago, pra todos os gostos e bolsos

Existem vários tipos de hospedagem nos Caminhos de Santiago e, como já comentamos, o Francês é o que tem a maior oferta. Dependendo de quanto conforto você queira e do quanto você esteja disposto a gastar, você pode escolher entre:

(ordem do mais raiz pro mais Nutella!)

Foto do Refuge Orisson, que fica a aprox. 8km de Saint-Jean-Pied-de-Port e é o último alberge antes da travessia dos Pirineus – este é melhor reservar (Foto: Rafael Belli Soares)

Campings:

Confesso que não estamos muito a par deste tema porque não fizemos esta opção, mas sabemos que ela existe, sim, embora não seja a mais adotada – compreensível, já que neste caso é preciso carregar a barraca, que significa peso nas costas de quem caminha. Se este é o seu caso, sugiro consultar este site, que tem todo um listados de campings pelos vários caminhos (no Francês ele indica 32).

Também é importante que você saiba que em tese não é permitido dormir em qualquer lugar na Espanha, sob pena de multa. Digo em tese porque, primeiro, há alguns lugares do país em que se permite a acampada libre e, segundo, porque se você for perspicaz, você consegue não ser descoberto! Conhecemos um francês que fazia isso: ele caminhava conosco e outros Continue lendo

Parte III da preparação da mochila

O que levar pro Caminho entre outras utilidades e necessidades

Já falamos da mochila + roupas e acessórios e já falamos dos produtos de higiene e saúde pra levar no Caminho de Santiago. Chega agora a parte final dessa série de posts; a parte que mais deve variar de pessoa pra pessoa, já que as ideias dos multiusos que os objetos podem ter – e o tanto de objetos multiuso que existe – são incontáveis.

Bastão: tem muita gente que não usa bastões para caminhar; tem peregrino raiz que pega um galho resistente no meio do Caminho (pega e se apega e até dá apelido!); tem quem compre cajado artesanal de madeira; e tem peregrino Nutella (o/) que compra aqueles reguláveis em lojas de esportes mesmo. Os nossos nós compramos na Decathlon e acredito que tenham custado uns 30€ o par – os preços variam bastante porque tem muitos modelos disponíveis.

Se vale a pena levar? Vale! Há trechos do Caminho (exs. que eu lembro: Pirineus; Roncesvalles a Zubiri; de Foncebadón a Ponferrada…) que são muito íngremes, então o ter outros apoios protege os joelhos. Protege os joelhos e também evita quedas ou escorregões, o que pode acontecer fácil, fácil quando o chão tem muita lama.

Até pra alongar as costas/braços os bastões servem! (Foto: Luiza Nascimento Mendonça – na foto é o Rafa)

Se é fácil se adaptar? Não! Quer dizer; pro Rafa foi, mas pra mim, pelo menos, não foi! Levei uns 4 dias pra entender que o ritmo de cada passada é uma movida de braços; antes disso eu dava mais pisadas que movidas e acabava me apoiando mais num lado do que no outro. O segredo é não mover muito os braços, assim, cada passada vai Continue lendo

Parte II da preparação da mochila

Dicas do que levar pro Caminho entre higiene, remédios e futilidades!

Vamos agora pra segunda parte dos post sobre o que levar na mochila pro Caminho de Santiago (a primeira você acessa aqui).

Sobre a nécessaire, quando se trata de levá-la numa mochila em que todo espaço e peso são contados, ela própria faz diferença. Eu escolhi uma bem molinha, que comportasse bastante coisa dentro mas que, quando vazia, reduzisse bem de tamanho. Também tomei o cuidado de escolher um tecido que não molha muito fácil e de que tivesse uma alça pra pendurar no banheiro ou mesmo no beliche. É bom ter as coisas às mãos para antes de dormir ou ao acordar, especialmente quando se está num albergue e está escuro!

E olha que esse albergue era dos com poucas camas no mesmo quarto!  (Foto: Rafael Belli Soares)

Sobre o conteúdo, reconheço que é a parte mais pessoal da mochila. Tem muita coisa essencial pra uns, dispensável pra outros – ex.: kit pra lentes de contato e óculos de grau. Vou falar do que acho que todos deveriam levar e também do que levei porque pra mim, ou pra nós (eu e Rafa), era importante.

Continue lendo


1 2
© 2019 VivacidadesDesenvolvido com por