Viva. As Cidades

"1" Post(s) arquivados na Tag: outono

Barcelona de janeiro a janeiro

Programas mês a mês para se sentir um local na capital da Catalunha

Este é um post que publicamos em setembro de 2017, quando ainda morávamos em Barcelona, para o blog On the List. Ficou um apanhado de informações super útil para quem visita a cidade em qualquer época do ano e quer se aprofundar na cultura local.

Segue então a reprodução (adaptada) do texto – que apesar do ano que passou, segue atualizadíssimo!:

Existem várias maneiras – e diferentes pontos de vista – de se conhecer bem uma cidade. Nossa visão da capital da Catalunha abrangeu quatro estações e mais alguns meses (os quase dois anos em que moramos lá), o que foi o bastante para perceber que ela vai além do modernismo de Gaudí, das lojas do Passeig de Gracia e da praia de Barceloneta.

A chegada do outono nos inspirou a fazer esse post com dicas do que fazer de melhor pela região em cada época do ano; sempre de modo a se sentir um pouco mais local e menos turista nesse pedaço de terra tão visitado pelo mundo todo (houve um cálculo que apontou para 80 milhões de visitantes em 2017!!!).

Então vamos ao que interessa: o que fazer em Barna para além do feijão-com-arroz dos guias turísticos.
JANEIRO: friaca! Mas é quando a cidade tem poucos turistas. Uma boa oportunidade pra encarar o mercado de Sant Josep (“La Boquería”) sem muita muvuca – em vez de se sentir uma sardinha enlatada, deguste uma porção de sardinhas em escabeche no balcão do concorridíssimo El Quim. No dia 6 tem o feriado do Día de Reyes; a criançada fica louca pra ver a cavalgada que os reis magos fazem pela cidade (eles passam atirando guloseimas) e os adultos fazem filas nas padarias (forns de pa) pra comprar o roscón de reyes. Quem acha a fava dentro do bolo, paga a conta (o bolo).

Festa de Santa Eulälia – noite de encerramento, janeiro de 2016 (Foto: Rafael Belli Soares)

FEVEREIRO: festas de Santa Eulália, a padroeira de Barcelona. Tem apresentações culturais pela cidade toda e espetáculos de luzes, bem bonito de ver. Além disso, muitos museus e lugares turísticos operam de portas abertas.
MARÇO: temporada de calçots! É tipo uma cebola que tem gosto de aspargo (nossa humilde impressão) e tem todo um ritual para comer. Vale a pena provar, em Barcelona (no El Disbarat, por exemplo) ou mesmo ou em alguma chácara nos arredores, as chamadas masías. Pra acompanhar: pão com tomate (em catalão: pa amb tomàquet, que se fala “pántumaca”), que, aliás, é guarnição de 10 entre 10 pratos locais.
ABRIL: se for páscoa, não espere ver muitos ovos, mas, isso sim, esculturas belíssimas de chocolates nas patisserias. As da Patisseria Escribá são um clássico. Outro dia celebradíssimo é o 23, dia de Sant Jordí (São Jorge), o padroeiro da Catalunha. Barracas de livros e rosas, muitas rosas, espalhadas por toda a cidade, já que a tradição manda casais e amigos trocarem estes objetos entre si.

Casa Battlló enfeitada para o Dia de Sant Jordí, 2017 (Foto: Rafael Belli Soares)

Continue lendo

© 2019 VivacidadesDesenvolvido com por